Blog do Dr. Alexandre Faisal

19/04/2011

Diálogo sobre sexo com filhas é mais difícil para os pais

     A comunicação sobre assuntos sexuais com os filhos nem sempre é muito fácil para os pais. Um estudo americano avalia se o sexo do genitor pode facilitar ou não este importantíssimo diálogo

     Você têm dificuldade para falar sobre temas sexuais com seus filhos ? Clique aqui para votar 

     Escute o aúdio abaixo ou leia o texto na íntegra

    

     

    

    

 

          Nos Estados Unidos, quase metade das estudantes do ensino médio são adolescentes sexualmente ativas, sendo que muitas são vítimas de gravidez indesejada e/ou de doenças sexualmente transmissíveis. Os pais podem ter uma importante influência no comportamento sexual dos filhos, mas muitos não conversam com seus filhos sobre assuntos sexuais. Um dos fatores que pode atrapalhar esta comunicação é o sexo dos genitores e dos filhos.  Como isso ocore não é bem claro. Mas uma pesquisa tentou esclarecer a questão, mostrando como os fatores associados à comunicação entre pais e filhos sobre temas sexuais se diferenciam por gênero. Foram obtidos dados por meio da internet de 829 pais e mais de 1110 mães de crianças com idade entre 10 a 14 anos, classificados em 4 grupos de gênero (pais de filhos, pais de filhas, mães de filhos, mães de filhas).

          Resultados: Os pais na comparação com as mães se comunicaram menos sobre assuntos sexuais com seus fillhos e filhas. Os pais também apresentaram escores níveis mais baixos de algumas muitas características que facilitam a comunicação sobre sexo (por exemplo, baixa expectativa de que a conversa com os filhos sobre sexo teria resultados positivos). Um dado interessantíssimo é que na comparação com os pais de meninos, os pais de meninas, tanto o homem quanto a mulher, estavam mais preocupados sobre a possibilidade desta comunicação sobre sexo ter conseqüências danosas. Mais ainda, eles são mais rigorosos com o início precoce das relações sexuais da filha na comparação com os filhos.

          O estudo mostra que o sexo do genitor é sim um complicador na comunicação entre pais e filhos sobre assuntos sexuais e que, possivelmente, pais precisem de ajuda. Até mesmo por meio de intervenções destinadas a apoiá-los nesta superação de barreiras da já complicada para não dizer, às vezes, impossível, missão que é a comunicação com os filhos.  (Wilson et al. Mothers, fathers, sons, and daughters: gender differences in factors associated with parent-child communication about sexual topics. Reproductive Health 2010, 7:31)

Escrito por Dr. Alexandre Faisal às 11h56

Sobre o Autor

Alexandre Faisal é ginecologista-obstetra, pós-doutor pela USP. Formado em Psicossomática pelo Instituto Sedes publicou o livro "Ginecologia Psicossomática" (Editora Atheneu). Participou do programa "Olha Você" do SBT e atualmente é colunista da Rádio USP (FM 93.7) e da Rádio Bandeirantes (FM 90.9). Já realizou diversas palestras médicas no país e no exterior. Apresenta palestras culturais em empresas sobre temas que tratam do universo feminino (Amantes na Arte, Mentes Inovadoras, O Erotismo).

Sobre o Blog

Acompanhe os boletins do "Saúde feminina: um jeito diferente de entender a mulher" que discutem os assuntos que interessam às mulheres e seus parceiros. Uma abordagem didática e bem-humorada das mais recentes pesquisas nacionais e internacionais sobre temas como gravidez, métodos anticoncepcionais, sexualidade, saúde mental, menopausa, adolescência, atividades físicas, dieta, relacionamento conjugal, etc. Aproveite.

Livro

Alexandre Faisal é coautor do livro "Segregos de Mulher - Diálogos entre um ginecologista e um psicanalista"



(Alexandre Faisal Cury e Rubens Marcelo Volich, Ed. Atheneu).

Histórico