Blog do Dr. Alexandre Faisal

26/10/2012

O ultrassom estima bem o peso do bebê que vai nascer?

Futuros pais são loucos para saber o sexo e o peso do bebê que vai nascer. Um estudo brasileiro avalia a acurácia da ultrassongrafia para o cálculo do peso fetal

O que você acha de saber antecipadamente o sexo do bebê que está para nascer?. Clique aqui para votar

          Qual futura mamãe e papai não quer saber o peso do futuro bebê?. Provavelmente todos querem, além, é claro, daquela irresistível curiosidade sobre o sexo fetal. E todos também sabem que isso é possível com o uso da ultranossografia. Mas será que as estimativas de peso do recém- nascido são confiáveis?. Um estudo brasileiro procurou esclarecer esta dúvida avaliando a eficácia da estimativa ultrassonográfica na predição do peso fetal. Eles também procuraram analisar fatores maternos e/ou fetais que interferem no resultado.

 

          A pesquisa incluiu 106 pacientes, nas quais foram realizadas 212 avaliações ultrassonográficas, por 2 observadores, no máximo 24 horas antes do parto. Foram mensurados diversos parâmetros, como, por exemplo, circunferência cefálica e circunferência abdominal. Uma conhecida fórmula para cálculo do peso fetal foi usada adotando estes parâmetros. As estimativas foram comparadas com o peso real do recém-nascido. Está curiosa com o resultado?. Pois bem, vejamos o que aconteceu. Houve boa correlação entre o peso estimado e o peso no nascimento. Em 79% dos casos, a variação do peso fetal estimado, em relação ao peso no nascimento, foi de até 10% e, em 92% dos casos, de até 15%. O único fator materno que apresentou se associou com maior erro na predição do peso fetal foi a distância entre a pele e o útero, como por exemplo, no caso das mulheres com sobrepeso ou obesidade. Outros dados interessantes: houve tendência significante em superestimar o peso no grupo de bebês com peso menor do que 1 quilo e a medida do líquido amniótico não interferiu muito na precisão da estimativa.

 

          Resumo da história, a estimativa ultrassonográfica do peso fetal é acurada para alegria dos pais e dos obstetras, que podem assim estabelecer estratégias terapêuticas ou preventivas. Agora quanto à questão do sexo fetal, os obstetras não precisam ficar inseguros com predições e podem até se gabar de saber qual é o sexo do bebê: basta dizer que é menino.... ou menina. Não tem erro. (Ricci et al. Acurácia da estimativa ultrassonográficado peso fetal e influência de fatores maternos e fetais.RBGO 2011;33(9):240-5).

Escrito por Dr. Alexandre Faisal às 13h26

Sobre o Autor

Alexandre Faisal é ginecologista-obstetra, pós-doutor pela USP. Formado em Psicossomática pelo Instituto Sedes publicou o livro "Ginecologia Psicossomática" (Editora Atheneu). Participou do programa "Olha Você" do SBT e atualmente é colunista da Rádio USP (FM 93.7) e da Rádio Bandeirantes (FM 90.9). Já realizou diversas palestras médicas no país e no exterior. Apresenta palestras culturais em empresas sobre temas que tratam do universo feminino (Amantes na Arte, Mentes Inovadoras, O Erotismo).

Sobre o Blog

Acompanhe os boletins do "Saúde feminina: um jeito diferente de entender a mulher" que discutem os assuntos que interessam às mulheres e seus parceiros. Uma abordagem didática e bem-humorada das mais recentes pesquisas nacionais e internacionais sobre temas como gravidez, métodos anticoncepcionais, sexualidade, saúde mental, menopausa, adolescência, atividades físicas, dieta, relacionamento conjugal, etc. Aproveite.

Livro

Alexandre Faisal é coautor do livro "Segregos de Mulher - Diálogos entre um ginecologista e um psicanalista"



(Alexandre Faisal Cury e Rubens Marcelo Volich, Ed. Atheneu).

Histórico