Blog do Dr. Alexandre Faisal

19/02/2013

Papanicolau a cada 3 anos?

     

 

 

 

 

 

 

 

Você gostaria de fazer o exame de Papanicolau com que periodicidade? Clique aqui para votar

 

            Vem aí uma boa, para não dizer ótima notícia, para as mulheres que não gostam muito de fazer(mas ainda assim fazem) o exame preventivo do câncer do colo uterino, o conhecido Papanicolau. Uma força tarefa americana emitiu parecer com novas diretrizes para a prevenção deste importante e temido câncer feminino. E sabe aquela história de Papanicolau todo ano?. Bem ela pode estar com os dias contados. Então vejamos quais são as novas recomendações para as mulheres, nas diferentes faixas etárias. Os autores são contra o rastreamento do câncer cervical em mulheres com menos de 21 anos. Há provas suficientes de que independentemente do histórico sexual, a triagem deste câncer em mulheres mais jovens não proporciona qualquer redução na incidência de câncer cervical ou nas taxas de mortalidade.

          Eles também são contra o rastreamento em mulheres com mais de 65 anos que tiveram triagem prévia adequada e não apresentam alto risco para o câncer cervical. Mais ainda, as diretrizes recomendam contra o rastreamento em mulheres que tiveram uma histerectomia total com retirada do colo do útero e que não tinham uma história de lesão de alto grau pré-cancerosa. Finalmente, para as mulheres entre 30 e 65 anos a sugestão é de realizar um Papanicolau, a cada 3 anos. Isso mesmo a cada 3 anos. E no caso da associação com exame de tipagem para HPV, um importantíssimo fator de risco para câncer do colo uterino, este prazo pode se estender para cada 5 anos.

          Mas atenção, as recomendações da força tarefa são destinadas para mulheres com colo uterino, independentemente do histórico sexual, e não se aplicam às mulheres com risco aumentado para este grave tipo de câncer, como é o caso das mulheres que foram diagnosticadas com uma lesão pré-cancerosa cervical de alto grau ou mesmo aquelas que já receberam previamente o diagnóstico de câncer do colo do útero. Com as novas rrecomendações que precisam ser seguidas respeitando a unicidade de cada caso, a vida das mulheres ficou mais fácil. Só não fale reclamar que exame ginecológico preventivo a cada 3 anos é demais. Isso sim é que é demais. (The Guide to Clinical Preventive Services 2010 – 2011. Recommendations of the U.S. Preventive Services Task Force.http://www.USPreventiveServicesTaskForce.org.)

 

Escrito por Dr. Alexandre Faisal às 17h53

Sobre o Autor

Alexandre Faisal é ginecologista-obstetra, pós-doutor pela USP. Formado em Psicossomática pelo Instituto Sedes publicou o livro "Ginecologia Psicossomática" (Editora Atheneu). Participou do programa "Olha Você" do SBT e atualmente é colunista da Rádio USP (FM 93.7) e da Rádio Bandeirantes (FM 90.9). Já realizou diversas palestras médicas no país e no exterior. Apresenta palestras culturais em empresas sobre temas que tratam do universo feminino (Amantes na Arte, Mentes Inovadoras, O Erotismo).

Sobre o Blog

Acompanhe os boletins do "Saúde feminina: um jeito diferente de entender a mulher" que discutem os assuntos que interessam às mulheres e seus parceiros. Uma abordagem didática e bem-humorada das mais recentes pesquisas nacionais e internacionais sobre temas como gravidez, métodos anticoncepcionais, sexualidade, saúde mental, menopausa, adolescência, atividades físicas, dieta, relacionamento conjugal, etc. Aproveite.

Livro

Alexandre Faisal é coautor do livro "Segregos de Mulher - Diálogos entre um ginecologista e um psicanalista"



(Alexandre Faisal Cury e Rubens Marcelo Volich, Ed. Atheneu).

Histórico