Blog do Dr. Alexandre Faisal

15/10/2013

"Likes" no Facebook revelam personalidade do usuário

    

 

 

 

 

 

 

Um número incrível de pessoas usa o Facebook, de maneira, muitas vezes, ingênua e despretensiosa. Um estudo americano mostra que os "Likes" (curtir) do Facebook pode revelar mais do que o esperado do usuário 

Você acha que é possível prever características psicológicas do usuário do Facebook com base nos "Likes"?  Clique aqui para votar

          Você faz parte deste pequeno grupo de 1 bilhão de pessoas que está no Facebook e acha que isso é maior barato?. Uma curtição inocente e sem perigos, que não revela nada verdadeiramente importante sobre sua personalidade?. Pois bem, você pode estar enganada. A conclusão é de um estudo realizado por pesquisadores de Cambridge que avaliaram se características privadas e atributos de personalidade podem ser previstos a partir de registros digitais de comportamentos das pessoas. Vejamos como foi feita a pesquisa. Uma amostra de mais de 58 mil voluntários americanos, sendo 62% mulheres, respondeu a questões diversas sobre hábitos de vida, fizeram testes psicométricos e forneceu lista de seus “likes”, aquela lista de preferências dos usuários do Facebook que vai da série de filme a protestos políticos, passando pela qualidade da pizza da esquina à vida dos famosos e subfamosos. No total 170 likes, com média de 68 likes por participante. Os dados foram obtidos por meio de 1 aplicativo do próprio Facebook, “o mypersonality Facebook”,  Um modelo matemático que usou matrizes e regressão logísitica foi usado paar possibilitar a predição das mais diversas características individuais, tais como orientação sexual e política, etnia, inteligência e satisfação com a vida. Até predizer se os pais viveram juntos até os 21 anos de idade do participante foi incluído no rol das estimativas.

          Quanto aos resultados, os autores da pesquisa observaram que as predições feitas por meio da análise do Facebook foram bastante acuradas para a maioria das variáveis. Gênero, etnia, opções políticas e preferências sexuais foram corretamente identificadas na maioria dos casos. Já para a variável “status atual de relacionamento”, se solteiro, casado ou numa outra situação confusa qualquer, o acerto foi de 65%. A explicação é que as pessoas, neste caso, mentem, mudam de situação ou simplesmente não sabem bem qual é o vínculo que tem como parceiro/parceira. A predição funcionou bem para identificar características psicológicas tal como extroversão. Para os pesquisadores, os “likes” e registros digitais revelam muito da pessoa. Assim dependendo da atriz ou do programa que você curte, dá para dizer se você é inteligente ou gosta do mesmo sexo. Por exemplo, se você curte Britney Spears é moderada a chance de você ser gay. Mas se você adora Hello Kitty provavelmente você não é muito esperta.

           O estudo é óbvio, tem limitações, já que se baseia apenas nas respostas de voluntários, e muitos preferiram não responder a certas questões. Mas ele alerta para o já conhecido risco da invasão a nossa privacidade a partir dos nossos registros digitais e passeios pela Internet. E sugere que no Facebook a gente acaba mostrando até o que preferimos esconder. Curtiu? (Kosinki et al, Private traits and attributes are predictable from digital records of human behvaior. PNAS. 110(15):5802:5, 2013) 

Escrito por Dr. Alexandre Faisal às 10h50

Sobre o Autor

Alexandre Faisal é ginecologista-obstetra, pós-doutor pela USP. Formado em Psicossomática pelo Instituto Sedes publicou o livro "Ginecologia Psicossomática" (Editora Atheneu). Participou do programa "Olha Você" do SBT e atualmente é colunista da Rádio USP (FM 93.7) e da Rádio Bandeirantes (FM 90.9). Já realizou diversas palestras médicas no país e no exterior. Apresenta palestras culturais em empresas sobre temas que tratam do universo feminino (Amantes na Arte, Mentes Inovadoras, O Erotismo).

Sobre o Blog

Acompanhe os boletins do "Saúde feminina: um jeito diferente de entender a mulher" que discutem os assuntos que interessam às mulheres e seus parceiros. Uma abordagem didática e bem-humorada das mais recentes pesquisas nacionais e internacionais sobre temas como gravidez, métodos anticoncepcionais, sexualidade, saúde mental, menopausa, adolescência, atividades físicas, dieta, relacionamento conjugal, etc. Aproveite.

Livro

Alexandre Faisal é coautor do livro "Segregos de Mulher - Diálogos entre um ginecologista e um psicanalista"



(Alexandre Faisal Cury e Rubens Marcelo Volich, Ed. Atheneu).

Histórico